Cabo Frio. Conheça a cidade mais badalada da Região dos Lagos

Todos sabem que Minas não tem mar, dessa forma um velho ditado, rotineiramente, é proferido  por alguns mineiros: “Já que Minas não tem mar eu vou pro bar”. Nós, até gostamos de bares com comidas típicas, boa bebida e música; contudo, nada se compara a um mergulho no mar. Decidimos, então, em dezembro de 2015, véspera de Réveillon, mais exatamente, no dia 30 de dezembro de 2015, partir de BH rumo a Cabo Frio.

Primeiramente, fizemos um planejamento de percurso para a chegada ao nosso destino final. Em véspera de Ano Novo, o melhor era evitar a passagem pela Cidade do Rio de Janeiro, uma vez que, com certeza, a cidade estaria lotada e com um trânsito surreal. A Ponte Rio-Niterói, certamente, estaria intransponível. Assim, pegamos uma rota alternativa muito utilizada pelos belo-horizontinos que “descem” para a Região dos Lagos. Basicamente, o caminho se resume em seguir a BR-040, sentido Rio de Janeiro, posteriormente adentrar à BR-116, mais à frente retornar pela BR-101 e, finalmente encontrar a Rio-Lagos.

Infelizmente, por ser véspera de uma data de grande festividade, não demos sorte na rota que escolhemos e acabamos por gastar 12 horas entre BH e Cabo Frio.

Logo pela manhã, chegamos a uma das praias mais badaladas de Cabo Frio, a Praia do Forte. Posso dizer que o local chega a ser mágico. Existe uma mistura de construções luxuosas no decorrer da orla, pessoas se exercitando por todos os lados e a areia da praia, de tão límpida, chega a ofuscar sua visão.

No primeiro mergulho, é possível perceber a clareza  da água que, de tão fria, chega a “doer os ossos”. Porém, em poucos segundos seu corpo se “ajeita” e logo, logo, você está procurando por ondas ousadas que te darão aquele “caldo”. Garanto que procurará por todo um dia e custará a encontrar uma mediana, pois a Praia do Forte é uma Praia de águas calmas.

DCIM100GOPRO
Praia do Forte

Se você for a Cabo Frio, na mesma época em que fomos, recomendamos que leve o seu próprio guarda-sol e sua espreguiçadeira, para não ter o consumo de comidas e bebidas vinculado à uma única barraca, afinal, normalmente, os barraqueiros, no ato de “empréstimo” dos guarda-sóis e cadeiras, pedem que você “dê uma preferência de consumo” a eles.

Uma atração imperdível da Praia do Forte é o passeio de Banana Boat. Pagamos o valor de R$ 20,00 por pessoa. Emocionante! A embarcação desenvolve uma velocidade razoável e se afasta a uma distância aproximada de 2 Km da praia, fato que proporciona uma visão diferente da orla. Além disso, são feitas breves paradas para mergulho.

DCIM100GOPRO
Banana Boat

A Praia do Forte leva esse nome devido ao Forte que fica localizado à sua extremidade Nordeste. É um local de fácil acesso e que proporciona lindas fotos. Se tiver oportunidade, vá ao pôr do sol, a vista é indescritível.

Para dar aquela descansada da praia, sugerimos uma caminhada pelo Centro Histórico de Cabo Frio, que é muito charmoso. Logo à frente, será possível perceber o Canal do Itajuru, responsável por ligar a Laguna de Araruama ao Oceano Atlântico. Ambos os lugares são ideais para aquela caminhada de mãos dadas, em um fim de tarde.

DCIM100GOPRO
Canal do Itajuru

No último dia do ano, a cidade estava lotada e o clima de Ano Novo era perceptível desde o amanhecer. Na parte da noite, fomos à Feira de Artesanato da Praia do Forte, para comprar aquelas lembrancinhas típicas de praia e fazer um bom lanche. Os preços eram, relativamente, acessíveis.

O Show de Fogos de Cabo Frio, no ano de 2015, foi um evento à parte. Apesar de não ter tido a presença de nenhum famoso, a festa estava animada e com uma quantidade enorme de pessoas por todos os lados. Um pouco antes do show, ficamos sabendo que o número de balsas havia sido reduzido, devido à contenção de gastos da Prefeitura. Porém, assim que os fogos começaram a ser projetados em direção ao céu, percebemos o quão belo era o Ano Novo, em Cabo Frio. Foram cerca de 15 minutos contínuos de fogos com a utilização de recursos avançados de pirotecnia.

Nos três dias em que estivemos na cidade, demos uma passadinha em Búzios na parte da noite. A cidade fica  a uma distância de 23 Km de Cabo Frio, porém devido ao grande fluxo de veículos, demoramos três horas para concluir o trajeto.

O local mais movimentado é a famosa Rua das Pedras que, além de inúmeros estabelecimentos comerciais, possui uma vasta quantidade de bares e boates. Um charme só! Tentamos, também, ir à Arraial do Cabo, conhecida como o “Caribe Brasileiro”. Contudo, após olharmos, no Waze, a velocidade média de 1Km/h na entrada do município, desistimos.

Se você ainda não conhece Cabo Frio, vale a pena fazer uma visita. A cidade é de fácil acesso, bem estruturada e possui preços razoáveis em relação à estadia e alimentação.



Booking.com

Sobre o autor

Raquel Alice

Publicitária e, atualmente, cursa Especialização em Comunicação Digital e Mídias Sociais. Amante incondicional de viagens e novos destinos.