Conheça Bichinho/MG: a Terra da Arte




Hoje, fomos em busca de mais um destino que, nos últimos anos, tornou-se muito famoso em Minas Gerais: Bichinho.

O verdadeiro nome desse vilarejo é Vitoriano Veloso, mas todos conhecem pelo nome citado acima. Com pouco mais de 1000 habitantes, o local inspira arte, já que sua característica mais famosa é o artesanato.

Bichinho

 

-Acesso

Saindo de BH, eu diria que o acesso não é dos melhores. Você seguirá pela BR 040, sentido Rio de Janeiro e, no entroncamento com a BR 383, manter-se-á à direita para ter acesso à última rodovia. Nessa mesma estrada, após rodar por, aproximadamente, 50 minutos, placas para Prados/Bichinhos irão surgir e você deve segui-las.

Até aí, tudo bem. O asfalto é razoável e as rodovias bem tranquilas. O problema será quando você se deparar com a estrada de terra que não é tão boa, mas é transponível, caso vá devagar e desviando de alguns buracos. Mais à frente, já próximo ao vilarejo, surge o calçamento.

Estrada de terra

 

-Artesanato

Os produtos são muito bem trabalhados e valem os preços cobrados. Por toda o vilarejo, você encontrará as obras de arte à venda.

Artesanato em Bichinho

 

Artesanato em Bichinho

 

Artesanato em Bichinho

 

Artesanato em Bichinho

 

-Sugestão de Parada

De BH, seguindo para Bichinho, já no vilarejo, sugerimos uma parada na Cachaça Mazuma Mineira. Eles possuem um ambiente lindo no qual é possível conhecer um alambique e degustar cachaças de fabricação própria. Além disso, é possível comprar os destilados e outros produtos como doces, queijos e cafés.

Alambique

 

Cachaça Mazuma Mineira

 

Degustação

 

Mazuma Mineira

 

-Onde almoçar?

Se você foi a Bichinho e não foi ao Tempero da Ângela, meu caro, você não foi a Bichinho.

Dica primordial: chegue por volta de 11h50min, para garantir o seu lugar. O almoço começa a ser servido às 12h15min e como o ambiente não é muito grande, você pode esperar na fila por um bom tempo, haja vista que o restaurante é muito requisitado.

A comida é caseira, mineira, feita no fogão à lenha e, claro, deliciosa. Nos dias de semana, paga-se R$ 28,00 para comer à vontade, sem balança, com direito à cafezinho e sobremesa. Nos finais de semana, segue-se o mesmo padrão, porém o valor é de R$ 32,00. Vale muito a pena!!!

Restaurante Tempero da Ângela

 

Comida feita no fogão à lenha

 

Saladas

 

Doces

 

-Casa Torta

Um dos pontos mais famosos do vilarejo, devido a sua arquitetura peculiar. O local é uma mistura de café, teatro, bistrô e lojinha. Paga-se R$ 10,00 para entrar.

De Bichinho, por uma estrada de calçamento, é possível chegar a Tiradentes rodando apenas 7 Km e apreciando de pertinho a linda Serra de São José.

Casa Torta

Quer se hospedar bem pagando pouco?! Sempre recomendamos o Booking. Site super confiável e com ótimos preços. Cote clicando no banner abaixo.



Booking.com

Os passeios por Minas Gerais ficarão mais fáceis e agradáveis se você alugar um veículo. Recomendamos a Rentcars. Para cotar, basta clicar no banner abaixo.

Sobre o autor

Raquel Alice

Publicitária e, atualmente, cursa Especialização em Comunicação Digital e Mídias Sociais. Amante incondicional de viagens e novos destinos.